Toxicologia Ocupacional: Por Que Ela É Importante?

Tempo de leitura: 3 minutos

A toxicologia é a ciência que estuda os efeitos de substâncias químicas em organismos vivos. E, para controlar e administrar agentes químicos, biológicos e físicos presentes no ambiente de trabalho, e que podem afetar os funcionários, existe a Toxicologia Ocupacional

Neste artigo, vamos falar sobre o que essa área da toxicologia representa, qual é a sua importância e como é possível monitorar os riscos químicos na sua empresa por meio da sua aplicação. Vamos lá?

Saiba o que é

Como foi dito na introdução, a toxicologia analisa e tenta reduzir as consequências adversas causadas por substâncias químicas. Todos nós sempre estamos expostos a agentes químicos, seja em casa, no transporte público ou no trabalho. 

Essas substâncias tóxicas, que podem estar em forma de gases, vapores e líquidos entram em contato conosco pelas vias respiratórias, pela pele ou pelo trato gastrointestinal. Quando ocorre essa interação química, podem surgir complicações clínicas. 

A fim de evitar isso a Toxicologia Ocupacional tem a função de analisar agentes químicos potencialmente tóxicos para ser ponto de partida para ações como:

  • definir critérios de segurança para as substâncias que podem ser perigosas
  • eliminar ou reduzir a exposição dos trabalhadores aos produtos químicos
  • monitorar o risco toxicológico

Entenda a importância

A Toxicologia Ocupacional é muito importante para manter a saúde e segurança no trabalho. Afinal, o seu principal objetivo é prevenir que trabalhadores expostos a agentes químicos potencialmente tóxicos sofram alterações no organismo por conta deles. 

Powered by Rock Convert

Além de ser um dever legal e social de toda empresa, esse controle  é essencial para garantir que os funcionários executem suas tarefas da maneira esperada. Câncer, doenças respiratórias, abortos e problemas cardíacos estão entre os impactos que podem ser causados pela exposição a produtos químicos perigosos. 

Veja o que a legislação diz sobre o assunto 

Existem leis que protegem a saúde do trabalhador e garantem que o empregador precisa se responsabilizar pela segurança e saúde no trabalho. A Norma Regulamentadora (NR) nº 15 apresenta os limites de tolerância de agentes químicos e biológicos, bem como sobre os adicionais trabalhistas devidos a funcionários que atuam expostos a essas substâncias.

Também existem respaldos jurídicos para a aplicação da Toxicologia Ocupacional na  NR nº 9, que regulamenta ações para o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).  

O documento considera que o PPRA deve visar “a preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores por meio da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho”.

A Norma Regulamentadora nº7, que discorre sobre o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), determina o monitoramento de riscos ocupacionais. O objetivo é prevenir o surgimento ou agravamento de doenças por conta do ambiente de trabalho. 

Como vimos, a Toxicologia Ocupacional é um assunto muito importante e deve ser tratado com cuidado pelas empresas. Para isso, é necessário contratar um laboratório de confiança para realizar os testes, exames toxicológicos e demais análises respeitando o que a legislação exige. 

Se gostou deste texto e não quer deixar de ler os próximos conteúdos, assine a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *