Segurança na estrada: como prevenir acidentes

Tempo de leitura: 6 minutos

Uma das principais preocupações quando estamos viajando é com a nossa segurança. Para os caminhoneiros a preocupação é maior, pois sempre estão nas estradas por longas horas

Estar atento às medidas de segurança que podem ser tomadas em uma viagem é fundamental para evitar acidentes. 

Muito se fala quando o assunto é acidente nas malhas rodoviárias. Todos os dias podemos ver e ouvir nos noticiários a quantidade acidentes nas estradas, o que pode gerar inseguranças para alguns motoristas.

Segundo o CNT – Confederação Nacional de Transporte, só em 2017 houve mais de 55 mil acidentes no trânsito brasileiro, números alarmantes. Os estados campeões foram Minas Gerais e Paraná.

Ter atenção ao volante é uma boa prática, não somente para si, mas também para todos com quem compartilha o trânsito, tais como pedestres e outros condutores. É importante, também, averiguar por quais estradas deseja passar e se certificar dos perigos que possa vir a ter.

Atualmente, as estradas mais perigosas são: a BR-101 em Florianópolis; BR-101 na Serra, localizada no Espírito Santo; BR-040 em Belo Horizonte; BR-122 em Fortaleza e a BR-116 em Curitiba. Portanto, fique atento! 

Respeitar o limite de velocidade é essencial para prevenir acidentes 

É comum ver carros bem acima do limite de velocidade das vias rodoviárias, e essa prática é extremamente perigosa. Contudo, caminhões transportando cargas pesadas abusando do limite de velocidade também é perigoso. Em alta velocidade o risco de ultrapassagens indevidas também aumenta, causando acidentes. 

Portanto, o ideal é ter em mente que o limite de velocidade aplicado pelo Código de Trânsito Brasileiro existe para que todos possam pilotar em segurança. Respeitá-lo pode resguardar a sua vida e a vida de outros viajantes. 

Preste atenção no trânsito

Além de prestar atenção nas placas, é crucial ficar atento ao trânsito. Se você estiver dirigindo dentro da velocidade permitida, preste atenção nos carros e caminhões próximos a você. Nos veículos à sua volta, preste atenção nas freadas bruscas, ultrapassagens indevidas, faróis desligados e alta velocidade. 

Nesse contexto, mantenha uma distância segura dos outros veículos. Até porque quanto maior a velocidade permitida da via, maior deve ser a distância entre o seu veículo e o da frente. 

Lembre-se: em dias de chuva ou neblina, a atenção deve ser triplicada, pois prejudica a visão e deixa a pista escorregadia. É importante frisar quecaminhões e carros gastam mais tempo para frear em dias assim. Então vale a pena reduzir a velocidade e usar o farol baixo. 

A manutenção do veículo deve estar em dia

Alguns acidentes são causados por alguma falha no caminhão que poderia ser evitada se a manutenção estivesse em dia. Tire o dia para ir ao mecânico e checar o freio, a embreagem, o óleo, água, faróis e pedais. 

É bom checar também o pisca-alerta, alinhamento, balanceamento, sistema elétrico e as demais revisões previstas pela montadora por quilometragem ou por tempo. 

Powered by Rock Convert

Nesse contexto, cheque também os pneus. Se estiverem carecas e desgastados o risco é maior. O ideal é calibrá-los e fazer o rodízio de acordo com a quilometragem prevista pela montadora.  

Não use o celular enquanto dirige 

A tecnologia nos trouxe muitos avanços e soluções, porém estamos viciados em fazer ligações e checar as redes sociais o tempo todo. Muitos motoristas ainda usam o celular na estrada, acarretando em acidentes que provavelmente não aconteceriam se o celular estivesse em desuso. 

Por mais longa que seja a viagem, saiba que nenhuma ligação ou post em rede social é mais importante que a sua vida. Para evitar distrações o ideal é deixar o celular no silencioso ou desligado. 

Se precisar realizar alguma ligação ou mandar mensagens, vale a pena fazer uma parada em algum posto ou restaurante. 

Tenha certeza que a sua saúde está em dia para dirigir por longas horas 

Saiba que alguns acidentes são causados quando motoristas não estão em boas condições físicas ou mentais para conduzir o veículo. Fazer o check-up é de extrema importância para a sua saúde de modo geral, e também para dirigir. 

O cansaço causado pela falta de sono e pela desidratação é um exemplo de má condição física e, por isso, deve ser evitado. Outra decisão a ser evitada é a direção por mais de 8 horas seguidas. Uma boa noite de sono e muita água vão solucionar essa questão.

Não use drogas e álcool  

No mesmo contexto, anteriormente mencionado, usar drogas e/ou consumir bebidas alcoólicas é tão arriscado quanto dirigir de olhos fechados. As drogas ilícitas e o álcool afetam a visão, a coordenação, a sensação do tempo e espaço, e outros. Por isso, garantir a sua segurança significa estar sóbrio.

Além de assumir o risco de acidentes graves, dirigir sob efeito de substâncias psicoativas ou álcool é crime, com pena de seis meses a três anos de prisão, multa e suspensão da carteira de motorista.  

Navegue por rotas conhecidas para prevenir acidentes 

Cortar caminho por rotas alternativas nunca vistas antes pode oferecer riscos. Não tem como saber a quantidade de curvas e perigos que a rota alternativa apresenta e por isso deve ser evitada.

O seu trajeto rotineiro tende a deixar a viagem mais tranquila, porque você já sabe se portar nelas e não precisará de GPS, o que acaba sendo uma distração para o motorista. 

Outras desvantagens das rotas desconhecidas são o risco de assaltos e acidentes devido a má condição da estrada; já que essas tendem a ser menos movimentadas. 

Conclusão

Seguindo essas medidas simples, mas eficazes, você será capaz de se manter seguro e ter a certeza de que está contribuindo para a segurança no trânsito.

Como caminhoneiro a dica é estar atualizado quanto às novas regras e boas práticas da direção defensiva. E mais: se mantenha conectado com os seus amigos de estrada sobre as condições das rodovias e acidentes. 

Gostou das dicas? Venha conhecer o nosso conteúdo sobre a lei do caminhoneiro para ficar por dentro de todos os seus direitos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *