Exame Toxicológico: o que é e para que serve?

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já deve ter ouvido falar sobre exame toxicológico de larga janela de detecção, mas você sabe exatamente o que ele é ou quando ele é necessário? É sobre isso que vamos falar nesse post!

No momento de renovar a sua carteira de motorista, participar de um concurso público ou, até mesmo, quando uma empresa vai contratar motoristas profissionais, o exame toxicológico está na lista de requisitos obrigatórios.

Ele é um exame laboratorial que tem como objetivo principal verificar se a pessoa consumiu ou esteve exposta a algum tipo de droga ou substância tóxica nos últimos meses.

Desde 2016, o exame é obrigatório por lei tanto para emissão, renovação e alteração de carteira de motorista das categorias C, D e E. Ele também deve ser feito no momento da contratação e do desligamento de motoristas contratados e só pode ser realizado em laboratórios autorizados pelo Denatran.

Então, que tal saber um pouco mais sobre ele?

Como é feito o exame toxicológico de larga janela de detecção

Ele pode ser realizado com cabelos e pêlos do corpo e permite identificar quais substâncias a pessoa fez uso ou entrou em contato nos últimos três ou seis meses, dependendo do tipo de teste.  O cabelo permite detectar a utilização de substâncias nos últimos 90 dias, já com os pêlos é possível identificar as drogas no organismo por um período de até 180 dias.

Tanto o cabelo quanto os pelos são métodos de coleta menos invasivos e muito mais eficientes, uma vez que possuem um período de detecção de substâncias mais amplo. Isso é possível, pois uma vez que a droga é consumida, ela se espalha rapidamente pelo sangue e nutre os bulbos capilares.

O exame toxicológico é feito em um laboratório. Nele, um profissional capacitado realiza a coleta do material e o envia para análise. Esse estudo varia em cada laboratório, pois existem diversas técnicas para detecção de substâncias no organismo.

Quais substâncias ele identifica?

O exame toxicológico permite identificar a presença de diversas substâncias no organismo nos últimos seis meses, sendo elas:

  • Anfetaminas (mazindol, femproporex, anfepramona)
  • Anfetaminas Ilegais (Ecstasy, MDA, MDMA)
  • Metanfetaminas (MA)
  • Maconha (THC, Benzoilecgonina)
  • Cocaína (Cocaetileno, Norcocaína, cocaína, codeína)
  • Opiáceos (morfina e heroína)

Existem algumas substâncias que o exame não detecta, como antidepressivos, esteróides ou anabolizantes. Para eles, é necessária a realização de outro tipo de análise.

Exame toxicológico: qual a sua importância?

Além de auxiliar no tratamento e na preservação da vida não apenas de quem o faz, mas também de todos os que estão no dia a dia do trânsito, o exame toxicológico ainda ajuda a diminuir os índices de acidentes de trânsito provenientes do consumo de substâncias indevidas.

O uso dessas substâncias, principalmente aliado à direção, é algo extremamente perigoso. Por isso, o exame toxicológico para motoristas é tão importante. Ele ajuda a evitar acidentes, que podem ser fatais, a preservar a vida e, principalmente, a cuidar da saúde.Você precisa fazer o exame toxicológico? Confira os postos de coleta da DB mais próximos a você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *