O que fazer quando o exame toxicológico dá positivo?

Tempo de leitura: 4 minutos

Já ouviu falar da lei da obrigatoriedade na realização de exame toxicológico para motoristas? Essa é a lei nº 13.103, de 2 de março de 2015, ou a lei do caminhoneiro, e é exigido ao tirar a habilitação, renovar seu registro ou mudar de categoria nas carteiras do tipo C, D e E.

Esse exame é feito pela análise da queratina, presente no seu cabelo ou dos pelos do corpo. O ideal é que o cabelo tenha ao menos quatro centímetros de comprimento. Caso o doador não for apto a ceder o cabelo, os pelos do corpo são raspados em uma pequena área.

A avaliação é confiável, credenciada pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), indolor, pois não faz o uso de agulhas e consegue rastrear, com precisão, os hábitos de consumo de substâncias químicas pelo motorista nos últimos 90 dias.

Por isso, é preciso tomar cuidado com o resultado positivo, já que ele pode barrar a maioria das ações tomadas com a Carteira Nacional de Habilitação, a CNH.

Fique tranquilo, pois não há necessidade de preparação para a realização do exame e nem agendamento. Assim, o teste fica mais fácil de ser manuseado.

Quais drogas aparecem no exame toxicológico?

O teste toxicológico  identifica a presença de substâncias ilícitas no organismo do indivíduo. As drogas que são detectadas no teste e exigidas pela lei, são:

  • Maconha e derivados;
  • Anfetaminas;
  • Anfetaminas ilegais;
  • Cocaína e derivados;
  • Metanfetaminas;
  • Heroína;
  • Morfina;
  • Mazindol;
  • Anfepramona;
  • Opiáceos;
  • Codeína.

Contudo, o teste não detectará o consumo de álcool, cigarros, energéticos, anabolizantes, calmantes e antidepressivos. 

Todavia, saiba que não há riscos de obter um resultado errado, como um falso positivo. A queratina presente no cabelo é intransferível de pessoa para pessoa, além do mais, as amostras são lavadas para garantir a legitimidade do resultado. Com isso, as substâncias que estiverem na superfície do cabelo, como a tintura, não afetará no resultado do teste.

Powered by Rock Convert

O que acontece quando o exame toxicológico da positivo?

Ao fazer o exame toxicológico e receber o resultado positivo, seu pedido de renovação ou mudança de categoria das CNHs C, D e E é negado. A janela de detecção do exame é de 90 a 180 dias, dependendo de vários fatores. 

Se o motorista optar por realizar o teste em outro laboratório, a resolução nº 691, de 27 de setembro de 2017 explica que na disputa entre dois testes, prevalece aquele que apontou como positivo o uso de substâncias ilícitas. Uma vez que esse tipo de teste apresenta uma alta precisão e confiabilidade de resultados.

 Então… o que pode ser feito?

Bom, o laboratório que você fez o exame também não pode emitir um novo laudo antes de 90 dias.

Além disso, a avaliação é enviada para o sistema do DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) assim que é concluída.

Considerando toda a situação, só existe uma saída: você precisará ficar três meses sem usar as substâncias que foram apontadas no exame. Depois desse período, basta refazer o teste, permitindo que o pedido de renovação da sua CNH seja liberado.

Como vimos ao longo do texto, o exame toxicológico positivo impede que você tenha acesso ao seu documento de trabalho durante um longo período.

Qual é a melhor estratégia?

Não é possível enganar o exame toxicológico. O teste é considerado um dos mais seguros hoje em dia e é bem específico. Apesar de existirem artigos e vídeos que ajudam e prometem, de maneira irregular, fazer com que a droga saia do sistema para que o exame tenha um resultado negativo, é altamente improvável que o procedimento falhe em mostrar o verdadeiro resultado. 

Isto é, nenhum produto de beleza ou limpeza é capaz de disfarçar a substância ilícita na queratina do cabelo, pois não possuem ação profunda na suficiente para atingir o córtex capilar. 

A prevenção sempre é a melhor saída. 

Procure alternativas saudáveis para se manter alerta na estrada. Descanse bem na boleia, alimente-se de forma mais saudável, ouça uma boa música e evite aceitar fretes de urgência, irregulares e sem a garantia dos direitos trabalhistas!Conseguimos tirar suas dúvidas sobre o assunto, mas você ainda quer entender um pouco mais sobre o exame toxicológico e como ele é feito? Então, entre em contato com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *